Jantar faxina o corpo dos exageros e acelera queima de gordura: nutrólogo dá receita

Para muitas pessoas o jantar é uma refeição indispensável e seu cardápio muitas vezes imita ou até mesmo incrementa as opções do almoço. Em contrapartida, há quem dispense totalmente a refeição em prol de uma dieta saudável.

Abusar na comida ou dispensá-la totalmente são formas um tanto extremas de se relacionar com a refeição, por isso o ideal é encontrar um meio termo. Nesse sentido você precisa conhecer a orientação desse nutrólogo.

O que comer no jantar

Conforme Alexander Gomes de Azevedo, para apostar em um cardápio saudável para a última refeição do dia é importante apostar em alimentos desintoxicantes e de baixo índice glicêmico. Um jantar saudável pode melhorar, inclusive a qualidade do sono. Pensando nisso, o nutrólogo indicou um cardápio perfeito.

Cardápio para o jantar

  • 1 prato fundo (sopa) de agrião
  • Abóbora
  • Orégano fresco
  • 1 colher (sopa) de chia
  • 1 salmão pequeno (100 g) grelhado

Benefícios dos ingredientes

Agrião

O vegetal possui uma vasta gama de nutrientes como minerais, fibras, vitaminas, além de ser um antioxidante natural — ótimo alimento para incluir em receitas detox. Além disso, o agrião reforça o sistema imunológico, combatendo e aliviando doenças respiratórias como asma, sinusite e bronquite.

Abóbora

O alimento é uma fonte rica de proteína, minerais e vitaminas. Para o organismo, o alimento possui ação antioxidante devido a sua alta concentração de carotenoides. Por ser rica em triptofano, o alimento também melhora o humor. A ação antioxidante ainda protege o coração e ajuda a emagrecer.

Orégano

O tempero é um estimulante para o estômago, especialmente nos casos de perda do apetite, dificuldade de digestão ou gases. Além disso, é carminativo; antiespasmódico; expectorante, especialmente nos casos de bronquite ou asma; antisséptico; diurético; sudorífico, eliminando as toxinas do organismo; e também é muito usado contra anemia.

Chia

Rica em ômega e em fibras, a chia auxilia na diminuição das placas de gordura nas artérias favorecendo a saúde cardiovascular e diminuindo os níveis de colesterol LDL na circulação. Além disso, ajuda na regulação da pressão dos vasos sanguíneos, e aumenta a sensação de saciedade.

Salmão

Além de proteger o coração, o salmão melhora a digestão por ser rico em proteína, nutriente que facilita o trabalho do aparelho digestivo e promove saciedade, afastando a fome exagerada e, consequentemente, ajudando na perda de peso.

Alimentação no jantar